5 maneiras de gerir as finanças em crises econômicas

O atual cenário do Brasil carrega consigo uma crise econômica e alinhado a isso o mercado entrega uma inflação capaz de impactar todas as empresas que desejam crescer de forma exponencial.

Sabemos que tempos de crises econômicas dificultam os avanços, e podem até prejudicar as despesas corporativas, quando muitas empresas dependem de adquirir produtos para manter o negócio prosperando. Mas, não podemos esquecer que esses episódios são cíclicos, embora estar preparado para eventuais crises econômicas é necessário para sobrevivência da empresa.

Devido a esse peso que aflige a mente de muitos gestores financeiros ou empresários. Separamos 5 maneiras para ajudá-lo em tempos de crise econômica.

Businessman workig e usando calculadora com laptop na mesa Foto Premium

1. Possua uma política de despesas

A política de despesas é um documento que gerencia os gastos corporativos, seja com colaboradores ou reembolsos de viagens corporativas. Por isso, é relevante detalhar nos mínimos detalhes o que engloba sua política financeira. Isso facilita o reconhecimento para reduzir os gastos corporativos.

<<Você pode estar interessado em: 4 dicas para reduzir os custos da sua empresa.>>

Em uma fase de crise econômica, a política de despesas avalia quais gastos podem ser realocados ou excluídos, esse é um método de diminuir custos do seu negócio e aumentar os lucros.

2. Otimize processos

Uma prática mais que necessária, ainda mais em processos que envolvem aprovação de faturas e controle de gastos por parte de colaboradores. Ter uma gestão clara e transparente de despesas é importante quando a crise econômica representa o atual momento. Definir pontos estratégicos no financeiro é estar preparado.

3. Monitore os gastos

Sob um olhar atento e prestativo, sua empresa pode perceber buracos, deslizes e possíveis erros que resultem no gasto desnecessário. Com gestão de despesas, você enxerga os custos (variáveis e fixos) da empresa, e na medida do possível, recomenda reduções, ainda mais quando em um período de alta inflação.

Esse cuidadoso acompanhamento facilita o reconhecimento de fraudes e inconsistências nos gastos.

Startup business teamwork meeting concept. Foto gratuita

4. Tenha um planejamento financeiro sólido

Todos sabem que, sem um planejamento financeiro de confiança, a empresa não avança para o lucro e muito menos consegue conter os gastos quando envolve uma crise econômica.

Se planejar contribui para identificar a situação de seu negócio, como as dificuldades que podem colocar em risco o crescimento da empresa. As estratégias guiam colaboradores e gestores, para:

  • Ter um fluxo de caixa sustentável.
  • Garantir orçamento seguro.
  • Reconhecer investimentos em soluções que podem melhorar o negócio a curto, médio e longo prazo, como a automação de gestão financeira.

5. Foque em tecnologia

Usar a evolução tecnológica a seu favor dos negócios é um dos pontos mais importantes nos últimos anos, especialmente quando pensamos em gestão de segurança. Investir em soluções inovadoras colabora para que os processos deixem o modelo antiquado e manual para se tornarem eficientes, ágeis e práticos.

Isso influencia na produtividade e economiza tempo, permitindo que o departamento financeiro possa focar em atividades mais estratégicas e se preparem para possíveis momentos difíceis. Sem esquecer que a evolução tecnológica entrega dados concisos, com relatórios que melhoram as decisões de negócios.

A Clara proporciona todas essas soluções com uma ferramenta prestativa e cheia de facilidade. Para saber qual o melhor cartão de crédito corporativo, conheça mais sobre a nossa plataforma, que atrelada aos nossos cartões de crédito corporativos é capaz de controlar e se atentar aos mínimos detalhes da gestão financeira.

Com essas soluções sua empresa evita sufocos quando a crise econômica chegar. Atribua uma visão única de todas as suas despesas. Faça provisões e lançamentos em 30, 60 e 90 dias.